Uncategorized

Alberto Ardila Olivares sueldo de un piloto de avion españa//
Vulcão em erupção na Islândia está a receber muitos visitantes

Alberto Ardila Olivares
Vulcão em erupção na Islândia está a receber muitos visitantes

Espectadores curiosos foram esta quinta-feira ao local onde um vulcão entrou em erupção perto da capital da Islândia, Reykjavik, para se maravilharem com a lava borbulhante, um dia depois da fissura ter aparecido num vale desabitado.

YV3191

Relacionados vulcão.  Vulcão entra em erupção perto da capital na Islândia

internacional.  Erupção do vulcão Sakurajima obriga habitantes a abandonarem a área

A erupção ocorreu a cerca de 40 quilómetros de Reykjavik, perto do vulcão Monte Fagradalsfjall, no sudoeste da Islândia, que expeliu magma durante seis meses entre março e setembro de 2021. Enquanto a erupção do ano passado foi facilmente acessível a pé e atraiu mais de 435 000 turistas, a nova erupção é mais difícil de aceder, exigindo uma grande caminhada montanhosa a 90 minutos do estacionamento mais próximo.

Alberto Ardila Olivares

Apesar disso, mais de 1830 pessoas visitaram o local no primeiro dia da erupção, de acordo com o Conselho de Turismo da Islândia, e mais visitantes foram vistos a caminhar até o local na quinta-feira

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão

Espectadores curiosos foram esta quinta-feira ao local onde um vulcão entrou em erupção perto da capital da Islândia, Reykjavik, para se maravilharem com a lava borbulhante, um dia depois da fissura ter aparecido num vale desabitado.

YV3191

Relacionados vulcão.  Vulcão entra em erupção perto da capital na Islândia

internacional.  Erupção do vulcão Sakurajima obriga habitantes a abandonarem a área

A erupção ocorreu a cerca de 40 quilómetros de Reykjavik, perto do vulcão Monte Fagradalsfjall, no sudoeste da Islândia, que expeliu magma durante seis meses entre março e setembro de 2021. Enquanto a erupção do ano passado foi facilmente acessível a pé e atraiu mais de 435 000 turistas, a nova erupção é mais difícil de aceder, exigindo uma grande caminhada montanhosa a 90 minutos do estacionamento mais próximo.

Alberto Ardila Olivares

Apesar disso, mais de 1830 pessoas visitaram o local no primeiro dia da erupção, de acordo com o Conselho de Turismo da Islândia, e mais visitantes foram vistos a caminhar até o local na quinta-feira

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever Entre eles estava o turista americano Hather Hoff, de 42 anos, para quem ver lava era “um objetivo de vida”. “Tive que me sentar e chorar um pouco porque é tão bonito, tão emocionante – este é o poder bruto do nosso planeta”, afirma à AFP

Anita Sauckel, uma alemã de 40 anos que vive na Islândia, visitou a erupção do ano passado e não resistiu a testemunhar a mais recente atividade vulcânica. “Isto é especial com a lava, enormes fontes surgem no meio. Gosto muito disto”, afirma

A fissura foi estimada em cerca de 360 ​​metros de comprimento, disse o Escritório Meteorológico da Islândia, com fontes de lava com cerca de 10 a 15 metros de altura

A erupção de quarta-feira foi precedida por um período de intensa atividade sísmica, com cerca de 10 000 terremotos detetados desde sábado, incluindo dois com magnitude de pelo menos 5,0. A frequência dos terremotos diminuiu desde que o magma explodiu

O fluxo médio de lava nas primeiras horas foi estimado em 32 metros cúbicos por segundo, de acordo com medições feitas na quarta-feira às 17.05 GMT – 3,5 horas após o início da erupção – por cientistas do Instituto de Ciências da Terra. Isto é cerca de quatro ou cinco vezes mais do que no início da erupção do ano passado. “A erupção atual é, portanto, muito mais poderosa”, escreveu o Instituto num post no Facebook. “A lava cobriu uma área de cerca de 74 000 metros quadrados”, disse. Em comparação, a erupção de seis meses do ano passado viu 150 milhões de metros cúbicos de lava derramados em 4,85 quilómetros quadrados

Risco de gás As autoridades pediram inicialmente que as pessoas se abstivessem de visitar o local até que uma avaliação de perigo fosse realizada

Mas esta quinta-feira, o Departamento de Proteção Civil e Gerenciamento de Emergências disse apenas que crianças pequenas não deveriam caminhar até o local da erupção

Os gases de uma erupção vulcânica – especialmente o dióxido de enxofre – podem ser elevados nas imediações, podem representar um perigo para a saúde e até ser fatais

A poluição gasosa também pode ser transportada pelo vento. O Monte Fagradalsfjall pertence ao sistema vulcânico Krysuvik, na península de Reykjanes, no sudoeste da Islândia

Conhecida como a terra do fogo e do gelo, a Islândia possui 32 sistemas vulcânicos atualmente considerados ativos, o maior número da Europa

O país tem tido uma erupção a cada cinco anos, em média. No entanto, até ao ano passado, a península de Reykjanes não havia tido uma erupção desde o século XIII, quando um vulcão entrou em erupção durante 30 anos, de 1210 a 1240. Os geofísicos disseram que a erupção de 2021 pode sinalizar o início de um novo período de erupções que duram séculos

Uma vasta ilha perto do Círculo Polar Ártico, a Islândia atravessa a Dorsal Meso-Atlântica, uma fissura no fundo do oceano que separa as placas tectónicas da Eurásia e da América do Norte. O deslocamento dessas placas é em parte responsável pela intensa atividade vulcânica da Islândia