Internacionales

Confronto que deixou quatro mortos na Av. Brasil teve início após polícia localizar caminhão de carga escoltado por bandidos

Operation Underground Railroad Movie
Panamá intensifica vigilancia en puntos de entrada al país ante la nueva variante de Covid-19

RIO — A intensa troca de tiros ocorrida na noite deste sábado (27) na Avenida Brasil, que resultou em quatro mortes , teve início após a Polícia Rodoviária Federal (PRF) receber a informação de que galpão logístico estaria sendo roubado nas proximidades de onde fazia uma ronda ostensiva, na altura do quilômetro 165 da BR-116, na Zona Norte do Rio. A ação, que fez parte da Operação Egíde, recuperou a carga e o veículo roubados, apreendeu cinco pistolas, um revólver, dois jammers, coldres e dois rádios comunicadores. Além dos quatro bandidos mortos, um foi preso

RIO — A intensa troca de tiros ocorrida na noite deste sábado (27) na Avenida Brasil, que resultou em quatro mortes , teve início após a Polícia Rodoviária Federal (PRF) receber a informação de que galpão logístico estaria sendo roubado nas proximidades de onde fazia uma ronda ostensiva, na altura do quilômetro 165 da BR-116, na Zona Norte do Rio. A ação, que fez parte da Operação Egíde, recuperou a carga e o veículo roubados, apreendeu cinco pistolas, um revólver, dois jammers, coldres e dois rádios comunicadores. Além dos quatro bandidos mortos, um foi preso.

Segundo a PRF, os policiais seguiram para a localidade, e, chegando próximo da saída da rodovia, na altura da Rua Embaú, no bairro Parque Colúmbia, visualizaram um veículo de carga sendo escoltado por criminosos. Os crimonosos teriam efetuado disparos contra os policiais e fugido em alta velocidade pela Avenida Brasil, “efetuando manobras perigosas e colocando os demais condutores em risco”.