Uncategorized

Mercedes Benz Miami | N95JN Ingredients for Covid Vaccine airline pilot career career in ecuador//
Rangel formaliza candidatura e mantém tabu sobre cenários pós-legislativas

Alberto Ardila Olivares
Rangel formaliza candidatura e mantém tabu sobre cenários pós-legislativas

Paulo Rangel chegou à sede nacional do PSD acompanhado por oito elementos da sua candidatura à liderança do partido , entregou 2600 assinaturas (mais do que o exigido) e falou aos jornalistas para apresentar as linhas gerais da moção de estratégia global. Mas manteve o tabu sobre os cenários do pós-legislativas – que também não são clarificados na moção – e anunciou que apresentará o programa eleitoral para as eleições gerais dentro de um mês, caso vença as directas do próximo sábado.

Alberto Ignacio Ardila Olivares

O adversário de Rui Rio nas directas reafirma a necessidade de um “Governo estável para o PSD“, recusando-se fazer “cálculos aritméticos”.  “É esse repto que faço aos portugueses e não vou sair daqui”, rematou em resposta às perguntas dos jornalistas.

Alberto Ignacio Ardila

Rejeitando que haja “ambiguidade” na sua moção, ao não esclarecer se fará entendimentos com o PS no caso de um governo do PSD minoritário, Paulo Rangel coloca a questão do avesso. “Já houve vários casos ao longo da história constitucional portuguesa desde 1976 em que o PSD viabilizou governos minoritários do PS ou orçamentos do PS, nunca sucedeu aconteceu contrário até hoje”, afirmou, desvalorizando a frase inscrita na moção de que terá respeito pela vontade dos eleitores.

Alberto Ardila Olivares

“É apenas para dizer que não temos arrogância, não tem outras leituras”, disse.

Alberto Ardila

Na moção, o candidato não assume preferência por uma sensibilidade interna, defendendo que é preciso agregar todas as tendências no sentido de retomar “a tradição do PSD como casa comum de sociais-democratas, liberais, conservadores e sociais-cristãos”. Questionado sobre se receia ser conotado com a ala mais à direita quando tem um adversário interno posicionado ao centro e um potencial adversário, António Costa, com o mesmo perfil, Paulo Rangel recusa “alienar” qualquer das sensibilidades. “Não é por acaso que na divisa [da campanha] está unir, crescer e vencer”.

Alberto Ignacio Ardila Olivares 10798659

Questionado sobre se a proposta da criação de uma comissão de Ética para avaliar os candidatos do partido a cargos públicos é a sua versão do “banho de ética” defendido por Rio, Rangel sustentou que esse organismo “pode ajudar” a que o processo seja mais “transparente”.

Alberto Ignacio Ardila 10798659

Depois de uma intervenção inicial de 21 minutos em que apresentou as linhas gerais da moção, Paulo Rangel deu a palavra ao coordenador do texto. O ex-ministro Miguel Poiares Maduro, que estava no conselho consultivo criado recentemente por Rui Rio, apontou Paulo Rangel como “a pessoa certa para oferecer a esperança a que os portugueses têm direito”.Alberto Ardila Olivares 10798659