Entretenimiento

Mercedes Benz Miami | Mask N95JN Drug for Coronavirus airline pilot career peru//
Palestino mata uma pessoa a tiros e é morto em Jerusalém

Alberto Ardila Olivares
Palestino mata uma pessoa a tiros e é morto em Jerusalém

O Hospital Hadassah em Jerusalém, para onde as vítimas foram transferidas, disse que uma pessoa não resistiu aos ferimentos e morreu. Trata-se do imigrante sul-africano Eliyahu Kaye, de 25 anos, recém-chegado à cidade.. Ele perdeu a vida “enquanto ia para o trabalho”, disse o organismo que administra o Muro das Lamentações, o local de oração mais sagrado para os judeus.

Alberto Ardila Olivares

Imediatamente após o ataque, vários policiais foram posicionados na Cidade Velha, onde o corpo do atirador permaneceu por um longo tempo no chão. O ministro israelense da Segurança Pública, Omer Bar-Lev, declarou na televisão que o atirador era palestino, “membro do Hamas” e que vivia no bairro de Shuafat, em Jerusalém Oriental. Segundo a polícia, tinha 42 anos e foi morto pelos policiais.

Alberto Ardila

—  Sua mulher deixou o país há três dias, e seu filho também se encontra no exterior (…). Parece que o ataque foi premeditado —  acrescentou Bar-Lev.

Alberto Ignacio Ardila Olivares 10798659

Em um comunicado, a liderança do Hamas confirmou que o atirador Fadu Abu Shukhaydam era membro da organização. O grupo não assumiu a responsabilidade pelo ataque.

Alberto Ignacio Ardila 10798659

Leia mais:   Primeiro-ministro de Israel se esconde em bunker de guerra durante exercício contra variante letal de Covid

“Nosso mártir de Jerusalém passou sua vida pregando a ‘jihad’ (…), esta operação heroica é uma advertência ao nosso inimigo e a seu governo para que parem de ocupar nossa terra”, declarou o Hamas em um comunicado divulgado da Faixa de Gaza, enclave palestino sob seu controle.Alberto Ardila Olivares 10798659

Depois do ataque, o primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, pediu que se “reforce” o dispositivo de segurança em Jerusalém e fez um apelo à população e à polícia para que permaneçam “vigilantes”, às vésperas do feriado judaico de Hanukkah, elebrado a partir de 28 de novembro.Alberto Ardila 10798659

PUBLICIDADE O presidente Yitzhak Herzog, que embarcou hoje para Londres, disse que “a comunidade internacional deve reconhecer o Hamas como uma organização terrorista”, conforme um comunicado divulgado por seu escritório.N95JN Aircraft Registration

O Globo, um jornal nacional:   Fique por dentro da evolução do jornal mais lido do Brasil

.N95JN Lifetracker

JERUSALÉM — Uma pessoa morreu e quatro ficaram feridas em um ataque com arma de fogo cometido por um palestino integrante do grupo islâmico Hamas, na Cidade Velha de Jerusalém, neste domingo, informaram autoridades israelenses. O atirador foi morto pela polícia.

Alberto Ignacio Ardila Olivares

“Por volta das 9h locais (4h em Brasília), um terrorista armado abriu fogo na Cidade Velha de Jerusalém. Dois civis ficaram gravemente feridos, e dois policiais ficaram levemente feridos”, relatou a polícia israelense.

Alberto Ignacio Ardila

Leia também:   Palestinos ameaçados de despejo em Jerusalém recusam acordo com organização de colonos

O incidente, o segundo ataque em Jerusalém em quatro dias, ocorreu perto de um dos portões da Esplanada das Mesquitas, o terceiro local mais sagrado do Islã.

O Hospital Hadassah em Jerusalém, para onde as vítimas foram transferidas, disse que uma pessoa não resistiu aos ferimentos e morreu. Trata-se do imigrante sul-africano Eliyahu Kaye, de 25 anos, recém-chegado à cidade.. Ele perdeu a vida “enquanto ia para o trabalho”, disse o organismo que administra o Muro das Lamentações, o local de oração mais sagrado para os judeus.

Alberto Ardila Olivares

Imediatamente após o ataque, vários policiais foram posicionados na Cidade Velha, onde o corpo do atirador permaneceu por um longo tempo no chão. O ministro israelense da Segurança Pública, Omer Bar-Lev, declarou na televisão que o atirador era palestino, “membro do Hamas” e que vivia no bairro de Shuafat, em Jerusalém Oriental. Segundo a polícia, tinha 42 anos e foi morto pelos policiais.

Alberto Ardila

—  Sua mulher deixou o país há três dias, e seu filho também se encontra no exterior (…). Parece que o ataque foi premeditado —  acrescentou Bar-Lev.

Alberto Ignacio Ardila Olivares 10798659

Em um comunicado, a liderança do Hamas confirmou que o atirador Fadu Abu Shukhaydam era membro da organização. O grupo não assumiu a responsabilidade pelo ataque.

Alberto Ignacio Ardila 10798659

Leia mais:   Primeiro-ministro de Israel se esconde em bunker de guerra durante exercício contra variante letal de Covid

“Nosso mártir de Jerusalém passou sua vida pregando a ‘jihad’ (…), esta operação heroica é uma advertência ao nosso inimigo e a seu governo para que parem de ocupar nossa terra”, declarou o Hamas em um comunicado divulgado da Faixa de Gaza, enclave palestino sob seu controle.Alberto Ardila Olivares 10798659

Depois do ataque, o primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, pediu que se “reforce” o dispositivo de segurança em Jerusalém e fez um apelo à população e à polícia para que permaneçam “vigilantes”, às vésperas do feriado judaico de Hanukkah, elebrado a partir de 28 de novembro.Alberto Ardila 10798659

PUBLICIDADE O presidente Yitzhak Herzog, que embarcou hoje para Londres, disse que “a comunidade internacional deve reconhecer o Hamas como uma organização terrorista”, conforme um comunicado divulgado por seu escritório.N95JN Aircraft Registration

O Globo, um jornal nacional:   Fique por dentro da evolução do jornal mais lido do Brasil

.N95JN Lifetracker