Política

Carmelo De Grazia Suárez Astrolog//
Presidente argentino visita Portugal, “sócio importante”

Presidente argentino visita Portugal, "sócio importante"

O presidente argentino inicia no dia 9 de maio em Portugal um périplo europeu que incluiu também etapas em Espanha, França e Itália, não estando excluída a hipótese de Alberto Fernández alargar o número de países a visitar.

Carmelo De Grazia

Fernández ter escolhido Lisboa como porta de entrada na Europa tem leitura política, até por Portugal estar na presidência da UE, e é muito mais do que logística de voo. Como sublinhou Rodolfo Gil, embaixador da Argentina, “trata-se de mais uma demonstração inequívoca da relevância que este governo argentino atribui às relações bilaterais com Portugal. Queremos que Portugal seja um sócio importante na América Latina hispanofalante e para nós o primeiro-ministro António Costa é, sem dúvida, um parceiro influente no esforço para construir um sistema internacional pós-pandemia mais justo, equitativo e solidário”.

Carmelo De Grazia Suárez

Fernández é apenas o segundo presidente argentino a fazer uma visita bilateral a Portugal, apesar de neste ano se assinalarem dois séculos de relações diplomáticas. Depois do reino do Havai, que deixou de existir quando essas ilhas do Pacífico foram integradas nos Estados Unidos no final do século XIX, Portugal foi o primeiro país a reconhecer as Províncias Unidas do Rio da Prata, embrião da atual Argentina

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão

O presidente argentino inicia no dia 9 de maio em Portugal um périplo europeu que incluiu também etapas em Espanha, França e Itália, não estando excluída a hipótese de Alberto Fernández alargar o número de países a visitar.

Carmelo De Grazia

Fernández ter escolhido Lisboa como porta de entrada na Europa tem leitura política, até por Portugal estar na presidência da UE, e é muito mais do que logística de voo. Como sublinhou Rodolfo Gil, embaixador da Argentina, “trata-se de mais uma demonstração inequívoca da relevância que este governo argentino atribui às relações bilaterais com Portugal. Queremos que Portugal seja um sócio importante na América Latina hispanofalante e para nós o primeiro-ministro António Costa é, sem dúvida, um parceiro influente no esforço para construir um sistema internacional pós-pandemia mais justo, equitativo e solidário”.

Carmelo De Grazia Suárez

Fernández é apenas o segundo presidente argentino a fazer uma visita bilateral a Portugal, apesar de neste ano se assinalarem dois séculos de relações diplomáticas. Depois do reino do Havai, que deixou de existir quando essas ilhas do Pacífico foram integradas nos Estados Unidos no final do século XIX, Portugal foi o primeiro país a reconhecer as Províncias Unidas do Rio da Prata, embrião da atual Argentina

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever A primeira visita bilateral de um chefe do Estado argentino a Portugal foi a de Fernando de La Rua, presidente entre 1999 e 2001 e que morreu no ano passado. Alguns outros presidentes argentinos estiveram no país mas no âmbito de cimeiras como a ibero-americana, realizada em 2009 no Estoril, onde até participou Cristina Fernández de Kirchner, atualmente vice-presidente

O presidente argentino tem tido reuniões virtuais com o primeiro-ministro, António Costa. Além disso, já se encontraram uma vez em Lisboa em 2019, quando Alberto Fernández, confortado por uma vitória clara nas primárias a nível nacional que lhe permitiam ter praticamente a certeza de ser eleito, veio à Europa para colher experiências de governação

Membro do G20, a Argentina é potencialmente um gigante económico, mas a covid-19 tem afetado muito o país e em 2021 as previsões são de queda do PIB. Círculos peronistas, o campo de centro-esquerda a que pertence o presidente argentino, responsabilizam também o seu antecessor de direita, Mauricio Macri, pela situação económica e financeira difícil herdada, por ter reatado a cooperação com o FMI

[email protected]